SELEÇÃO DE AGOSTO: Relações entre colesterol e aneurismas intracranianos

Atualizado: 27 de jul.

Grupo de pesquisadores da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP); do Departamento de Neurocirurgia da Universidade de São Paulo; e da Escola de Medicina da Santa Casa de São Paulo; publicam texto na Revista Arquivos Brasileiros de Neurocirurgia sobre Aneurismas Intracranianos, cuja amostragem de pacientes incluía 35 pessoas com "uso de estatina, existência de placa aterosclerótica em imagens radiológicas, e colesterol sérico" (PIPEK, Leonardo Zumerkorn et al, 2022).


Resultados da pesquisa apontam para uma ligação entre os casos de rompimentos de aneurismas com Colesterol Sérico. A pesquisa enxerga que aneurismas rompidos tendem a ter piores conclusões em casos de utilização de estatinas e alto níveis de Colesterol, embora para se estabelecer esta correlação os autores enfatizem a necessidade de ser analisados mais fatores, assim como recomendam a produção de maiores estudos sobre o tema.


Leia o artigo completo abaixo.


Fonte: Portal Arquivos Brasileiros de Neurocirurgia - acesse aqui PDF


Referência bibliográfica do artigo: PIPEK, Leonardo Zumerkorn et al. Análise de colesterol sérico, estatina e placa aterosclerótica em aneurisma intracraniano roto e não roto. Arquivos Brasileiros de Neurocirurgia Vol. 41 Nº. 1/2022, mar. 2022.


DOI https://doi.org/10.1055/s-0041-1741419. ISSN 0103-5355.