top of page

SELEÇÃO DE DEZEMBRO: Propriedade intelectual na neurocirurgia

Já se questionou sobre as invenções e dispositivos criados para atender cirurgias e procedimentos médicos? Existe alguma lei de proteção a essas invenções? Pesquisadores de Massachusetts escreveram um artigo publicado pelo portal científico Neurosurgery sobre este assunto no cenário de desenvolvimento e medicina dos Estados Unidos.


O texto discorre sobre as melhorias nos métodos neurocirúrgicos caminham junto com o progresso das tecnologias neurocirúrgicas caracterizando o desenvolvimento da própria profissão. A proteção da propriedade intelectual convém como um formidável apoio aos aperfeiçoamentos e criações recentes. Nas palavras dos autores:


As empresas que obtêm patentes podem aumentar o valor de seus empresa, geram receita significativa e usam seu portfólio de patentes para facilitar parcerias e gerar capital de investimento. Ao garantir proteção legal em torno da tecnologia principal e melhorias incrementais, as empresas de dispositivos neurocirúrgicos podem se expandir para novos mercados; impedir que concorrentes façam, usem, vendam ou importem suas invenções; e garantir parcerias estratégicas de negócios. (DYKEMAN, et. al, 2022)

É importante observar a legislação de cada país e sua evolução. Também é aconselhado pelos pesquisadores procurar auxílio especializado para garantir a patente de suas invenções.


Leia artigo mencionado completo abaixo.

Fonte: Neurosurgery - acesse PDF aqui


Referência bibliográfica: DYKEMAN, David et. al. Intellectual Property Protection in Neurosurgery: An Overview. Neurosurgery: November 2022 - Volume 91 - Issue 5 - p 669-675


DOI: 10.1227/neu.0000000000002123

Comments


bottom of page