top of page

SELEÇÃO DE SETEMBRO: Monitoramento de pressão intracraniana em traumatismos graves

Grupo de pesquisadores do Hospital Universitario 12 de Octubre, Universidad Complutense de Madrid (Espanha) publicaram estudo na revista científica Neurosurgery sobre os prós e contras de se realizar o monitoramento de pressão intracraniana em pacientes com traumatismos graves.


O grupo revela que ao analisarem dados de 454 pacientes uma diminuição na mortalidade intra-hospitalar foi detectada em pacientes monitorados seguindo critérios rigorosos do estudo. Aqueles pacientes com maior risco basal de desfecho ruim apresentaram maiores chances de desfecho favorável se fossem monitorados. Deste modo concluíram que estes desfechos positivos possuem maior probabilidade de serem alcançados quando o monitoramento da PIC em pacientes com TCE grave acontece em até 24 horas após a lesão. Leia o texto na integra para maior entendimento de cada caso.


Leia artigo mencionado completo abaixo.


Fonte: NEUROSURGERY - acesse aqui PDF


Referência bibliográfica do artigo: CASTAÑO-LEON, Ana et al. Intracranial Pressure Monitoring in Patients With Severe Traumatic Brain Injury: Extension of the Recommendations and the Effect on Outcome by Propensity Score Matching. NEUROSURGERY Vol. 91 Nº. 3, set. 2022. p. 437-449.


bottom of page